Primeiro escalão de Carla Caputi tem pelo menos 10 pré-candidatos a vereador

Primeiro escalão de Carla Caputi tem pelo menos 10 pré-candidatos a vereador
  • Publishedmarço 6, 2024

A um mês do prazo para desincompatibilização eleitoral — quando os secretários municipais, ou membros de órgãos congêneres, que quiserem concorrer a uma vaga de vereador devem se afastar — um levantamento feito pelo blog, com fontes ligadas ao governo, mostra na estrutura da Prefeitura de São João da Barra, pelo menos 10 secretários e subsecretários figuram como pré-candidatos a uma cadeira na Câmara.

Apesar de nomes listados, há dúvidas sobre o futuro partidário de cada integrante do governo. Nem mesmo a prefeita Carla Caputi confirmou ainda qual será o partido pelo qual tentará a reeleição, embora o caminho esteja pavimentado para o União Brasil. Se a tendência se confirmar, o anúncio será feito após a cerimônia que oficializará o presidente da Alerj, Rodrigo Bacellar, como presidente do diretório estadual, no dia 14 de março.

100

Certo é que União Brasil e a federação PT/PV/PCdoB — na qual a ex-prefeita Carla Machado (PT), atual deputada estadual, está filiada — vão contar com nominatas no grupo. Mas não é o suficiente para acomodar os pré-candidatos do estafe administrativo e, possivelmente, os nove vereadores de mandato, na busca pela reeleição, além de outros pretensos candidatos.

Vale lembrar que na próxima legislatura a Câmara de SJB passará a contar com 13 cadeiras. Inicialmente, seriam três nominatas dos governistas. Agora, o grupo da prefeita Carla Caputi já trabalha com a possibilidade de quatro a cinco frentes, podendo ainda ampliar.

Secretários e subsecretários como pré-candidatos

Titular da pasta de Agricultura, Carlos Alberto Sá Vianna é cotado como pré-candidato a vereador. Contudo, o nome dele ganharia mais força se o vice de Caputi fosse o vereador Chico da Quixaba (PP), já que ambos têm o 5º distrito como base eleitoral.

A pasta da Assistência Social e Direitos Humanos é considerada uma boa vitrine para as eleições. Ainda que não seja um desejo, a secretária Sharlene Barbosa figura como possível candidata. Mas o nome mais certo na disputa é o de Chris Santos, que já foi candidata anteriormente e atua como coordenadora-geral de Assistência Social.

No Desenvolvimento Econômico, a secretária Joice Pedra é pré-candidata novamente. Suplente do PL na última eleição, ela chegou a assumir o mandato na atual legislatura. Da pasta de Desenvolvimento, outro provável candidato é Léo de Lolô. O filho do ex-vereador é Superintendente de Comércio Serviço e Empreendedorismo na pasta.

Da Fazenda, o pré-candidato é Filipe Nogueira. Filho de Márcio Nogueira, candidato a prefeito que ficou em segundo lugar no último pleito municipal, ele entrou para a gestão Carla Caputi em janeiro do ano passado.

Enquanto cada pasta citada até agora pode ter um nome como candidato a vereador em outubro, duas secretarias podem contar com secretário e sub na disputa. Candidatos em 2020, Caio Serra e Yokinho, respectivamente secretário e sub de Esportes, são cotados neste ano. Na Pesca e Aquicultura, o ex-presidente da Câmara Aluizio Siqueira, atual secretário, e Marcelo Roger, o sub, também estão na lista.

Transporte e Trânsito também pode ter secretário e sub nas urnas. Rodrigo Machado é pré-candidato, enquanto o seu sub, Jonas de Oliveira, ex-vereador, pode abrir mão da disputa para apoiar um sobrinho, Rafael Oliveira.

Fechando a lista de secretários e subsecretários, o titular do Turismo, Edvaldo Machado, também deve testar o nome nas urnas no pleito de outubro.

Fora do páreo

Nomes dados como certo como candidatos neste ano, já afirmaram que estão fora do páreo. Marcela Toledo, titular da pasta de Meio Ambiente, disse não ter pretensões eleitorais neste ano. É a mesma posição de Alexandre Rosa, atual secretário de Obras e que já foi vice-prefeito e presidente da Câmara do município. Anderson Campinho, da Segurança Pública, era outro nome aventado, que descartou a candidatura.

E Educação e Saúde?

Pastas sempre em evidência, Educação e Saúde não devem ter seus titulares como candidatos a vereador. Da Educação deve sair o Gerente Administrativo Bruno Oliveira, nome até pouco tempo muito ligado a Danilo Barreto, pré-candidato a prefeito da oposição.  Na Saúde, uma candidatura dada como certa é a de Cenilda Valiengo, administradora da Policlínica do município.

About The Author

2 Comments

Comments are closed.