Wladimir sobre reforma administrativa: “Não tem movimento político, é técnico”

Wladimir sobre reforma administrativa: “Não tem movimento político, é técnico”
  • Publishedjulho 10, 2023

O prefeito de Campos, Wladimir Garotinho (a caminho do PP), negou que a reforma administrativa em andamento seja para abrir espaço para a oposição. A informação, passada por interlocutores do próprio prefeito, foi publicado pelo blog no dia 19 de junho (aqui). Segundo Wladimir, o movimento é técnico, faz parte do Termo de Ajustamento de Gestão (TAG) junto ao Tribunal de Contas do Estado (TCE), para acabar com a prática do RPA (Recibo de Pagamento Autônomo) no município.

— Não tem movimento político, é mais técnico. A reforma administrativa vai ser necessária para ajeitar a Prefeitura, para acabar com RPA. A reforma é uma das medidas. Ela não foi enviada para a Câmara ainda porque ainda não foi votada pelo TCE. Já está minutada, tenho que esperar o Tribunal de Contas sinalizar que o acordo vai valer — disse Wladimir.

100

Em recente entrevista coletiva, Wladimir explicou que a reforma administrativa é apenas uma das ferramentas para acabar com a prática de RPA. “Uma das alternativas para acabar com essa prática de RPA, que tem que acabar, é o aumento da estrutura administrativa. É uma das alternativas, não vamos fazer tudo dessa maneira. A Prefeitura também vai fazer concurso público, processo seletivo, nova estrutura administrativa, contrato de gestão, de terceirização, enfim, várias ferramentas possíveis para acabar com esse sofrimento que é o RPA aqui na cidade de Campos”, afirmou.

Questionado diretamente se a reforma vai contemplar algum ponto do acordo de pacificação no município, Wladimir declarou: “O que nós acordamos já está feito. Não que não possam ter novas conversas, mas a reforma não está sendo feita pensando nisso. Em política sempre podem ter conversas”.

Foto: César Ferreira/Divulgação

About The Author