PL e Novo projetam seis cadeiras na Câmara de SJB, mas não revelam nominatas

PL e Novo projetam seis cadeiras na Câmara de SJB, mas não revelam nominatas
  • Publishedmaio 25, 2024

Enquanto os partidos da base governista em São João da Barra apresentam seus 86 pré-candidatos a vereador (aqui), para nas convenções serem lançados 56 nomes, os partidos de oposição/independente ainda fazem mistério. PL e Novo projetam que vão conquistar três cadeiras na Câmara, mas poucos nomes ligados aos partidos botaram o “bloco na rua” neste período de pré-campanha.

Presidente do PL em SJB, o vereador Analiel Vianna afirmou recentemente ao blog (aqui) que o partido tem uma nominata considerada por ele muito boa. “Tenho certeza que vamos brigar por três cadeiras”, disse.

100

Apesar de não confirmar todos os nomes da nominata, Analiel garante que o partido tem mais de 300 filiados no município. O próprio ex-vereador é pré-candidato, além de outros já conhecidos, como Alex Firme e André Fontoura (ex-vereadores), Luciana Lira e Ruana Peixoto.

Pré-candidato a prefeito de SJB pelo Novo, Danilo Barreto também projeta que seu partido alcance três cadeiras na Casa. Em entrevista recente ao Manchete Podcast (aqui), ele falou sobre o assunto. “Eu tomei muito cuidado ao escolher essa nominata, com pessoas que consigam produzir efeitos positivos para a cidade pela política. Pessoas boas, que brigam pelas suas localidades, pelas suas bandeiras“, contou.

Contudo, até o momento não quis revelar a lista dos seus pré-candidatos. Alguns nomes do Novo já são conhecidos como possíveis candidatos a vereador, como Hygor Barcelos, Leandro Tiriri, Sérgio Sena e Vitor Batista.

A conta não fecha

As quatro nominatas governistas projetam conseguir 11 cadeiras das 13 para a próxima legislatura em SJB. Nas contas dos bastidores, o União ficaria com quatro, enquanto o Solidariedade e a federação, PT/PV/PCdoB, três; e o PSD, uma. Os mais otimistas ainda colocam mais uma cadeira para a federação, totalizando 12.

Se as contas governistas, do PL e do Novo, que projetam três cadeiras cada, seria preciso que a Câmara tivesse de 17 a 18. Mas o aumento para a próxima legislatura é para 13.

É sempre importante lembrar que, projeções à parte, a conta que vale mesmo é a da apuração, pela Justiça Eleitoral, a partir das 17h do dia 6 de outubro.

About The Author