Thuin quer disputar reeleição a vereador, mas não descarta voo mais alto em 2024

Thuin quer disputar reeleição a vereador, mas não descarta voo mais alto em 2024
  • Publishedsetembro 25, 2023

O vereador Raphael Thuin (PTB) quer disputar a reeleição em 2024, mas não descarta voos mais altos no próximo ano. Em entrevista ao Manchete Podcast desta segunda-feira (25), ele afirmou que sua intenção pessoal é buscar mais um mandato na Câmara, mas disse que vem recebendo convites para se candidatar a prefeito ou vice. Contudo, ressaltou que essa seria uma decisão em grupo. A única certeza é que não será pelo PTB. “Não defini ainda qual partido vai ser. Tive alguns convites de partidos que estão se reestruturando até para vir candidato a prefeito, ou candidato a vereador. Sou pré-candidato a vereador, mas é lógico se houver uma conjuntura, de acordo com o grupo, a gente pensa em outra coisa”, disse.

Thuin falou sobre o seu mandato, destacando a atuação em frentes como o esporte, inclusão, defesa da causa animal, entre outros temas. Criticou a gestão da área esportiva na gestão Wladimir Garotinho (sem partido) e disse que sua atuação com o Paraesporte não sofre ranhuras por causa de política. “Tenho pena de ver o esporte como um todo acabar. (…) Vejo hoje muita gente bater cabeça dentro da Fundação de Esporte. O esporte, infelizmente, andou para trás”, ressaltou.  

100

Lembrou do rompimento com Wladimir, logo no início do mandato, quando se posicionou contra alterações no Código Tributário. “A gente não vê Campos evoluir. Campos está acostumado e batendo palmas para o mínimo. A gente não vê desenvolvimento da cidade”, salientou. Sobre possíveis conversas de aproximação com o prefeito, descartou a possibilidade:

— Tenho grandes amigos ali dentro (do governo): o próprio vice-prefeito é meu vizinho; a filha de Wladimir estuda na sala da minha filha. Não tenho inimizade com ninguém, sei separar muito bem a questão da política. Mas, realmente, tudo que foi pré-combinado com Wladimir comigo, nunca foi cumprido. E não era nada demais, era simplesmente continuar os projetos esportivos que a gente fazia e ele mesmo elogiava, projetos para pessoa com deficiência, vários timos competitivos. E nunca foi cumprido por eu ter feito o que eu acho que tenho que fazer, votando o que eu acho certo.

Thuin ainda avaliou o cenário da pacificação política, falou sobre a atuação para renovação de um convênio da Prefeitura com o Grupo de Resgate Voluntário (GRV) e projetos que pretende discutir na Câmara.

Confira a entrevista completa:

About The Author