Subvenção antecipada e com reajuste para as escolas de samba de SJB

Subvenção antecipada e com reajuste para as escolas de samba de SJB
  • Publisheddezembro 4, 2023

A preparação para o carnaval de São João da Barra, um dos mais tradicionais do Rio de Janeiro, já começou. E para além de enredo, batuques e tamborins, as principais agremiações carnavalescas do município já receberam 50% da parcela do apoio financeiro para seus desfiles. E a subvenção foi reajustada, como mostrou o blog (aqui) depois de mais de 10 anos.

Sabendo que esta antecipação era uma demanda histórica, a Secretaria Municipal de Cultura buscou, com aval imediato da prefeita Carla Caputi (sem partido), agilizar junto à Procuradoria, Fazenda e Controle Interno todos os trâmites burocráticos. Outro item fundamental foi o necessário reajuste que não era concedido há mais de 10 anos. Congos e Chinês, escolas de samba quase centenárias e reconhecidas como Patrimônio Cultural do Estado do Rio de Janeiro, tiveram um aumento de 65% — de R$ 234 mil para R$ 385 mil. A recém-criada Vila Imperial viu seu valor subir 133%, mesmo percentual do tradicional bloco de marcha-rancho Indianos — ambos viram o valor passar de R$ 30 mil para R$ 70 mil.

100

Segundo o secretário de Cultura de SJB, Gil Miranda, que já foi carnavalesco e tem um envolvimento há décadas com a festa, desde a criação da secretaria houve um olhar prioritário às necessidades das agremiações, a fim de fortalecer as tradições carnavalescas e suas ações culturais. “Os desfiles das escolas de samba são o grande chamariz que potencializam o nosso turismo cultural. Ali tem arte, emoção, brilho e congratula o talento do povo sanjoanense”, ressalta.

A escola de samba Chinês já lançou seu enredo e samba, levando para a avenida “A fabulosa fábrica de brincadeiras”, enquanto a rival Congos também já lançou seu samba-enredo e desfila com “Malkia” que retrata as guerreiras do reino do Congo. Já a Vila Imperial levará para a avenida “Fazendo arte no carnaval”.

Workshop de samba – A Secretaria Municipal de Cultura proporcionou a logística para alunos da Oficina de Samba do Palácio Cultural Carlos Martins e também para sambistas das agremiações carnavalescas de São João da Barra participarem do workshop de samba, no domingo ,3), com Carlinhos Salgueiro, na quadra da escola de samba Acadêmicos do Salgueiro, no Rio de Janeiro. Ano passado a secretaria já tinha proporcionado uma oficina de samba e demostra um viés de valorização das vertentes carnavalescas, inclusive colocando a oficina de samba em sua grade permanente de ações culturais.

About The Author