Pacificação que não vingou em Campos dá fruto em Cardoso Moreira

Pacificação que não vingou em Campos dá fruto em Cardoso Moreira
  • Publishedmarço 20, 2024

A pacificação política entre os grupos dos Garotinho e do Bacellar não vingou em Campos. Teve idas e voltas, mas, por fim, os antigos adversários políticos continuarão em lados opostos na política da principal cidade do interior fluminense — e berço dos principais nomes do grupo na atualidade: o prefeito Wladimir Garotinho (PP) e o presidente da Alerj, Rodrigo Bacellar (União). Mas se não vingou em Campos, a pacificação dará fruto em um antigo distrito do município, emancipado há mais de 30 anos: a cidade de Cardoso Moreira.

A prefeita Geane Vincler já se filiou ao União Brasil. Esteve ao lado de Bacellar na semana passada, participando do ato no qual ele assumiu o comando estadual do partido. Ela, inclusive, discursou no encontro. Dias antes da agenda no novo partido, no Rio, ela se encontrou com outro aliado em Campos, o prefeito Wladimir Garotinho.

100

A conversa no gabinete do prefeito campista, no mês passado, foi longa. Depois de mais de duas horas, o que saiu acertado foi que Geane tentará a reeleição no partido de Bacellar, mas o PP de Wladimir vai ter o nome a vice.

E por falar no nome do vice de Geane, ganha força nos bastidores a vereadora Neriete Navarro, que se filiaria ao PP. Ela esteve na primeira composição da Câmara Municipal (1993-1996), foi vice-prefeita no primeiro mandato de Gilson Siqueira (1997-2000). Voltou a Câmara de 2001 a 2004. E acumula mais quatro mandatos consecutivos na Casa, desde a eleição de 2008, tendo presidido a Casa no biênio 2009/2010.  

About The Author